Mais um em 20 milhões (20.000.000) de brasileiros!


Como diz Paulo Paim, o defensor do projeto de alienação parental que não saiu do papel, existem 20 milhoes de brasileiros que sofrem de alienação parental. Eu sou sí mais um no meio de muitos que preferem fechar a boca, e continuar alienados com seus filhos.

A alienação não é so da criança, é do pai tambem que não pode acompanhar o filho. É vitima das vontades da mãe.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1°  Esta Lei dispõe sobre a alienação parental.

Art. 2°  Considera-se ato de alienação parental a interferência na formação psicológica da criança ou do adolescente promovida ou induzida por um dos genitores, pelos avós ou pelos que tenham a criança ou adolescente sob a sua autoridade, guarda ou vigilância para que repudie genitor ou que cause prejuízo ao estabelecimento ou à manutenção de vínculos com este.

Parágrafo único.  São formas exemplificativas de alienação parental, além dos atos assim declarados pelo juiz ou constatados por perícia, praticados diretamente ou com auxílio de terceiros:

I – realizar campanha de desqualificação da conduta do genitor no exercício da paternidade ou maternidade;

II – dificultar o exercício da autoridade parental;

III – dificultar contato de criança ou adolescente com genitor;

IV – dificultar o exercício do direito regulamentado de convivência familiar;

V – omitir deliberadamente a genitor informações pessoais relevantes sobre a criança ou adolescente, inclusive escolares, médicas e alterações de endereço;

VI – apresentar falsa denúncia contra genitor, contra familiares deste ou contra avós, para obstar ou dificultar a convivência deles com a criança ou adolescente;

VII – mudar o domicílio para local distante, sem justificativa, visando a dificultar a convivência da criança ou adolescente com o outro genitor, com familiares deste ou com avós.

Art. 3°  A prática de ato de alienação parental fere direito fundamental da criança ou do adolescente de convivência familiar saudável, prejudica a realização de afeto nas relações com genitor e com o grupo familiar, constitui abuso moral contra a criança ou o adolescente e descumprimento dos deveres inerentes à autoridade parental ou decorrentes de tutela ou guarda.

(…)

Mas a lei de Alienação é muito incompelta, uma lei que poderia ser mais completa pode ser encontrada no site http://www.amorteinventada.com.br que define alienação parental.

:::Alienação Parental:::

As estratégias do pai ou da mãe que desejam afastar os filhos do ex-companheiro tem em comum desacreditar e desgastar a imagem do genitor alienado, promovendo seu “falecimento”.

São elas:

1-Limitar o contato da criança com o genitor alienado.
2-Pequenas punições sutis e veladas, quando a criança expressa satisfação ao se relacionar com o genitor alienado.
3- Fazer com que a criança pense que foi abandonada e não é amada pelo genitor alienado.
4- Induzir a criança a escolher entre um genitor e outro.
5-Criar a impressão de que o genitor alienado é perigoso.
6-Confiar segredos à criança, reforçando o senso de lealdade e cumplicidade.
7-Evitar mencionar o genitor alienado dentro de casa.
8-Limitar o contato com a família do genitor alienado.
9-Desvalorizar o genitor alienado, seus hábitos, costumes, amigos e parentes.
10-Provocar conflitos entre genitor alienado e a criança.
11-Cultivar a dependencia entre genitor alienado e a criança.
12-Interceptar telefonemas, presentes e cartas do genitor alienado.
13-Interrogar o filho depois que chega das visitas.
14-Induzir culpa no filho por ter bom relacionamento com o genitor alienado.
15-Instigar a criança a chamar o genitor alienado pelo seu primeiro nome.
16-Encorajar a criança a chamar o padrasto/madrasta de pai/mãe
17-Ocultar a respeito do verdadeiro pai/mãe biológico(a).
18-Abreviar o tempo de visitação por motivos fúteis.

Anúncios

Uma resposta em “Mais um em 20 milhões (20.000.000) de brasileiros!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s